• Actividades Paralelas

Estamos a carregar informação!

 

O que fazer quando encontrar um animal ferido?

CERAS

 

 

Sabes como proceder ao encontrar um animal ferido? A equipa do CERAS irá dinamizar esta atividade paralela!  CONTEÚDOS: • Contexto geral sobre a recuperação de fauna selvagem em Portugal • Fauna selvagem – abordagem aos animais usualmente detectados feridos ou debilitados • Recuperação de fauna – principais causas de ingresso/factores de ameaça • Procedimentos de actuação de acordo com o grupo faunístico e/ou a espécie • Parte prática: simulação de procedimentos

 

 

 

 

 

Observação e identificação de Avifauna

Quercus Castelo Branco

 

Vamos descobrir e identificar as espécies de avifauna que coabitam em Salvaterra do Extremo? A observação e identificação será uma das atividades paralelas do Festival.

 

 

 

 

 

Caixas-Ninho e abrigos para fauna

Quercus Castelo Branco

 

 

 

Esta actividade tem como principal objectivo ensinar e encorajar os participantes a construir e colocar caixas-ninho e comedouros nos seus jardins de forma a promover a biodiversidade não só das nossas áreas rurais, como também das cidades.

 

 

 

 

 

Documentário “Fronteira Invisível “

Quercus ANCN

 

 

Fronteira Invisível é o testemunho fidedigno de comunidades encurraladas no meio da guerra mais longa do mundo, em que a febre da corrida ao óleo de palma para a produção de biocombustíveis “verdes” desalojou agricultores e grupos indígenas, devastou habitats naturais e concentrou os terrenos nas mãos das empresas. Fronteira Invisível dá voz a essas comunidades, ao mesmo tempo que denuncia as armadilhas das políticas atuais de incentivo aos biocombustíveis.

 

 

 

O GRUPO LOBO está presente em mais uma edição do Festival Salva a Terra. Vem saber mais sobre o nosso trabalho no nosso stand e fica a conhecer melhor o lobo-ibérico. Podes ainda visitar as exposições que irão estar em exibição no Festival ou participar nas atividades que iremos desenvolver.

 

 

 

 

 

Um Uivo Pela Sobrevivência 


 

Esta exposição retrata a espécie e a problemática da sua
conservação em Portugal, e dá a conhecer a estratégia de
conservação delineada pelo Grupo Lobo em 1987, o Programa _Signatus_ e as ações que têm sido desenvolvidas desde então, como seja a entrega de cães de gado para melhor proteger os animais domésticos e promover a coexistência entre o lobo e o Homem.

 

 

 

 

 

Reis da Europa Selvagem


Centrada na coexistência entre os grandes carnívoros europeus e o
Homem esta exposição tem como objetivo dar a conhecer o lobo, o urso, o lince e o glutão, e promover uma reflexão, fundamentada na extensa informação apresentada, sobre o caminho a seguir numa Europa humanizada, mas que terá de (re)aprender a conviver com estas espécies carismáticas.

 

 

 

 

 

Conhecer o Lobo : Pegada na Massa

PÚBLICO-ALVO: 6 aos 12 anos.
ATIVIDADE: Leitura da história infantil “O Capuchinho Vermelho e o Lobo Ibérico” e atelier “Pegada na Massa”.
DURAÇÃO: Total ~ 45 minutos (leitura da história – 10 minutos + discussão – 15 minutos + elaboração de moldes de pegadas de lobos– 20 minutos). 

 

 

 

OBJETIVO: A atividade tem como finalidade dar a conhecer a biologia e ecologia do lobo (habitat, distribuição, dieta, comunicação, ameaças, etc.) através da leitura de uma nova versão da história infantil do Capuchinho Vermelho. Após a leitura, os participantes são convidados a comparar a história lida com a tradicional e analisar as diferenças. No final todos metem as mãos na massa, fazendo moldes de pegadas de lobo que poderão levar como recordação do atelier.

 

 

O Lobo não é uma Fantochada

PÚBLICO-ALVO: 6 aos 9/10 anos. ATIVIDADE: Teatro de fantoches “Pedro e o Lobo” e Elaboração de Máscara de lobo. DURAÇÃO: Total ~ 45 minutos (teatro – 10 minutos + discussão – 15 minutos + pintura da máscara – 20 minutos). OBJETIVO: Trata-se de uma adaptação da história “Pedro e o Lobo”cujo objetivo é informar as crianças sobre a verdadeira natureza do lobo: onde vive, de que se alimenta, ameaças à sua sobrevivência.

Após o teatro os participantes são convidados a falar sobre a peça e a compararem-na com as histórias tradicionais. Serão ainda informados sobre alguns aspetos da biologia do lobo. Para finalizar todos são convidados a pintar e recortar uma máscara de lobo que poderão levar como recordação do atelier.

 

 

Biólogo por um Dia

PÚBLICO-ALVO: 10 aos 15 anos ATIVIDADE: Simulação do trabalho de campo de um biólogo, nomeadamente a procura de indícios de presença do lobo, através de um breve trilho pré-definido. DURAÇÃO: 25 minutos OBJETIVO: Esta ação pretende mostrar as técnicas utilizadas pelos biólogos para estudar o lobo, uma espécie esquiva e enigmática. Será dada a conhecer a biologia e ecologia do lobo (habitat, distribuição, dieta, formas de comunicação, reprodução, organização social, principais ameaças e formas de coexistência).

 

 

 

O Lobo em Portugal | O Lobo na Região Raiana

 

PÚBLICO-ALVO: a partir dos 18 anos. ATIVIDADE: Palestra.DURAÇÃO: 1h30 (palestra + discussão). OBJETIVO: Esta ação pretende dar a conhecer a biologia e ecologia do lobo, uma espécie ameaçada em Portugal, bem como os perigos que enfrenta e os esforços que têm sido feitos para a sua conservação. As experiências serão contadas na primeira pessoa, pelos biólogos que estudam o lobo na região.

 

 

 

OLHOS NOS OLHOS | Exposição de Fotografia 

Pedro Martins

Olhos nos Olhos é uma abordagem de seis anos na macrofotografia, a minha forma de expressão que no meu caso transporta-me ao passado, quando na minha infância passava horas a descobrir a natureza e os seu minúsculos habitantes. Procurei realizar as imagens na natureza e aí trabalhar valores estéticos e artísticos,  de forma a enriquecer a linguagem e percepção sobre a natureza, os seus habitats e  as espécies. O Eco – Festival Salva a Terra é o palco natural que combina a arte e a natureza, esta simbiose é perfeita para dar a conhecer o meu microcosmos, mundos quase secretos que aqui desvendo em prol do CERAS. Esta exposição convida-o também a descobrir a esta região, e muito do Parque natural do Tejo Internacional de uma outra maneira, onde a natureza é o ponto de partida. Descubra um pouco mais deste meu mundo, nesta edição do ECO- FESTIVAL SALVA A TERRA…fique OLHOS NOS OLHOS!

 

 

Exposição Plasticus maritimus

Ana Pêgo

Sabes que Plasticus maritimus é uma espécie exótica e invasora que pode apresentar uma infinidade de formas, cores e dimensões?… A exposição retrata uma espécie exótica e invasora que tem proliferado em todos os oceanos e praias do mundo. Caracteriza-se pela sua infinidade de formas, cores e dimensões e por representar uma grande ameaça para a fauna marinha e, por consequência, para o Homem.

 

 

 

 

 

Rota do Contrabando

José Joaquim

 

O percurso da Rota do contrabando liga Salvaterra do Extremo a Zarza La Mayor, Espanha, numa distância de 7 km, aproximadamente, com dificuldade média-alta. O itinerário recria as antigas rotas de contrabando entre os dois países vizinhos, percorrendo trilhos onde cada passo representa uma história de coragem.

 

 

 

Garimpo no Erges

João Geraldes

 

O ouro encontrado reverte a favor do garimpeiro! Caminhada de cerca de 2,5 kms até ao Conhal do Gorroal, antiga exploração de ouro de aluvião da época romana. Após visita à exploração inicia-se a recolha de amostras de aluvião para posterior concentração à bateia onde com apenas um pouco de sorte muitos de nós encontrarão o metal precioso. Durante a actividade o rio Erges chamará a uma banhoca que deverá ser bem aproveitada pois no fim os 2,5 km de regresso carregando o ouro recolhido serão a subir!

 

Construção de fornos solares

 Bruno Almeida/Jorge Gregório

 

Sábado e Domingo

Pretende-se que os participantes construam o seu próprio forno solar e o utilizem como meio para preparar as suas refeições principalmente durante os meses mais quentes.

Propõe-se a construção de 2 tipos de fornos com a materiais reutilizados.

 


Oficinas para todas as idades no espaço

“Oficina da Paisagem”

Dália Lourenço e Paula Corte-Real

 

Sexta-feira (à tarde):

– O ninho

Observação de diferentes ninhos construídos por diferentes aves e construção de um gigante ninho coletivo.

 

 

 

 

 O ciclo da lã

Sábado:

 

 

Criação de um novelo de lã, através de todo o processo – da ovelha ao tear. Lavar, cardar, fiar, e tecer a lã em pequenos teares que a natureza nos oferece.

 

 

 

 

 

 A tinta de bugalho

 

 

Fabrico de tinta feita com um material fornecido pelas árvores mais caraterísticas da paisagem portuguesa – os carvalhos. Pintura coletiva da paisagem de Salvaterra com a tinta feita de bugalhos.

 

 

 

 

Tempo à Terra

Inês Milagres

Tempo à Terra é um momento de valorização, de partilha e de cuidar do que é comum… é estar e ser parte da Terra!

É limpar, preparar e nutrir… na verdade é colaborar e agradecer
ao que todos os dias recebemos dela… Vivência de comunidade, trabalhar 2 ou 3 horas e depois fazer um “bucha” colectiva.

Vamos deixar algum património de sementes para as sementeiras de outono/ inverno em parceria com a  COLHER PARA SEMEAR.

 

 


Permacultura para crianças

Sílvia floresta e Orlando Pereira | Associação circuito explosivo

 

 

 

Casas ninho para insectos

Duração 1h

 

 

 

 

 

 

 

Permacultura | Permacultura nas escolas | estratégias para uma nação global

Conversa Aberta ( adultos)

Duração: 1h

 

 

 

CORPO AGORA!

Maria Belo Costa

Estas sessões de trabalho propõem a cada participante o desafio de (re)conhecer o próprio corpo de forma activa. Serão propostos vários caminhos de exploração física: do interior do corpo para o exterior. Da aparente imobilidade para a deslocação pelo espaço. Da respiração lenta e profunda para uma pulsação mais acelerada e intensa. Do individual para o colectivo. Perseguimos a ideia de que o corpo é acontecimento no presente e em presença. Maria Belo Costa, performer, professora, directora artística da Pé de Pano – Projectos Culturais. Formação de Actores pela Escola Superior de Teatro e Cinema. Estudou Movimento no C.E.M – Centro em Movimento, estrutura com que colabora atualmente. Workshop de movimento para adultos

Nº mínimo de participantes: 5

2 sessões /Sábado e Domingo/ 9h00 às 11h00

 

Workshop de Didgeridoo (Iniciação e Intermédio)

Miguel “Maat” Sereno

O Workshop consiste numa introdução teórica sobre a origem do Didgeridoo, seguindo-se uma componente essencialmente prática, dedicada ao desenvolvimento das 5 técnicas base, com recurso a exercícios rítmicos e respiratórios. Existe ainda tempo para abordar os conceitos da terapia vibracional e da respiração circular. Público alvo: a partir dos 5 anos.
Duração: 90min Ministrado por Miguel “Maat” Sereno – Músico multi-instrumentalista, coordenador do projeto Relax’Vibr’ation – Didgeridoo Therapy.

Condições: Serão disponibilizados instrumentos feitos em PVC aos participantes. Quem possuir um instrumento e pretenda assistir ao evento poderá levar o seu próprio didgeridoo.

Atividade limitada  a 18 participantes.

Oficina de tecelagem vegetal 

Luis Simões –Panopalha

Nesta actividade vamos aprender a tecer com fibras naturais dos nossos jardins e matas, em teares feitos de ramos de árvores.  A tecelagem vegetal mostra-nos como podemos fazer  tecidos  vegetais recorrendo ao que  encontramos nas nossas caminhadas,  criando assim um herbário do nosso percurso. As plantas que tece-mos têm um tempo próprio de colheita, secagem e armazenamento. O Tamanho dos tecidos está directamente relacionado com a quantidade de plantas disponíveis  na natureza, sendo que devemos colher sem perturbar a biodiversidade. No final cada participante levará consigo a peça tecida, se esta estiver terminada Duração: a oficina tem a duração de 2 a 3 horas dependendo do empenho de cada participante. Publico a alvo:  A partir dos 8 anos e sem limite de idades, pais e filhos são muito bem vindos a participarem em equipa. Em cada sessão podem participar até sete pessoas.

 

Concerto Meditativo

 Ricardo e Joana – Planeta Azul


Vamos entregarmo-nos, a uma viagem pelo som de gongos, taças tibetanas e de cristal, sansula, tublar bells, handpan…  Vamos procurar silenciar a mente e estar apenas entregues ao momento, abrindo portas a estas vibrações tão profundas e intensas. Momento para usufruir, para mergulharmos na nossa essência.  

www.Planeta-Azul.pt

 

 

Apresentação do livro “Os Espíritos da Natureza”

Rita Goldrajch 

Apresentação do livro Os Espíritos da Natureza. Um livro de consciência energética, consciência ambiental e manual de yoga,  para crianças, jovens e adultos. A apresentação inclui a prática de yoga, meditação, relaxamento, movimento e dança para toda a família. Sorri com o pensamento. Sorri com o teu rosto. Sorri com o teu coração. Se queres ajudar Os Espíritos da Natureza sê feliz! Os Espíritos da Natureza agradecem e o Planeta Terra também.

Momentos de magia acontecem e este é um deles ***********************

 

 

Concerto meditativo/intuitivo com Gongos Planetários e Taças Tibetanas

Violet Eye e Mahan Seva Kaur

Unindo os sons sagrados das Taças Tibetanas, Gongos Planetários e outros Instrumentos Ancestrais, Violet Eye  e Mahan Seva Kaur  juntam-se para mais um concerto meditativo/intuitivo numa viagem ao nosso interior.  Sandra Costa Brás (Mahan Seva Kaur) pratica Yoga desde 2001. É professora de Kundalini Yoga certificada pelo Kundalini Research Institute (KRI) desde 2015. Nos caminhos do Yoga encontrou as Taças Tibetanas e os Gongos. Fez várias formações em Taças Tibetanas e Gongos, incluindo o Gong Camp Cosmic Gong com Don Conreaux. Participa regularmente em Concertos Meditativos / Intuitivos com Taças Tibetanas e Gongos Planetários, Banhos de Gongo e outras Terapias de Som.